Localizando sitemaps no Tumblr

Um dos primeiros e mais básicos passos em qualquer estratégia de otimização para motores de busca é a inserção de sitemaps nas ferramentas para webmasters dos principais sistemas de busca. Um sitemap, como o próprio nome sugere, mapeia as páginas de um site e ajuda os sistemas de busca a entenderem sua estrutura, teoricamente indexando mais páginas, mais rápido. Qualquer site preocupado com SEO deve adotar essa medidas simples, e para usuários da plataforma Tumblr não deve ser diferente.

Muita gente não sabe, mas o Tumblr gera automaticamente dois sitemaps para cada blog que você tenha criado. Um para todos os posts sitemap1.xml e outro para todas as páginas sitemap-pages.xml.

Agora basta você inserir seus sitemaps nas ferramentas para webmasters do Google por exemplo, para dar mais um passo em direção ao sucesso, pelo menos no que diz respeito a SEO. Obrigado Tumblr por criar esses sitemaps facilitando nossas vidas.

O endereço completo será:

http://seu-blog.tumblr.com/sitemap1.xml

Cerca

Checklist de segurança: server level

Sistema de referência: CentOS 6 – Apache 2.4 – WHM/cPanel

1 – Instale o ModSecurity Apache Firewall

Use o módulo Apache mod_security para instalar o firewall para aplicação web ModSecurity. Você pode configurar este módulo para proteger suas aplicações web de vários ataques. O firewall para aplicação web ModSecurity também fornece ferramentas adicionais para monitorar o seu servidor web Apache.

Para instalar o mod_security vá em Home » Software » EasyApache e construa um perfil com a opção Mod Security selecionada.

Habilite o conjunto de regras OWASP

Para se tornar realmente eficaz, o ModSecurity deve ser configurando com regras. Portanto, vamos habilitar o OWASP, conjunto de regras de detecção de ataques genéricos que fornece um nível básico de proteção para qualquer aplicação web.

Instale e habilite o OWASP ModSecurity Core Rule Set no WHM em Home » Security Center » ModSecurity™ Vendors » Manage Vendors.

https://www.owasp.org/index.php/Category:OWASP_ModSecurity_Core_Rule_Set_Project

https://www.webhostinghero.com/installing-configuring-owasp-rules-whm/

2 – Instale o ConfigServer & Firewall

Aplicação de segurança para servidores Linux.

Para instalar o CSF, execute a seguinte linha de comando como usuário root:

wget http://configserver.com/free/csf.tgz
tar -xzf csf.tgz
cd csf & ./install.cpanel.s

Para configurar o CSF, use a interface de configuração do plugin no WHM em Home » Plugins » ConfigServer & Firewall.

Para ativar o CSF vá em ConfigServer & Firewall » Edit ConfigServer Firewall e desabilite o modo test:

Initial Settings » TESTING = 0

https://documentation.cpanel.net/pages/viewpage.action?pageId=7536715

Deserto - Timothy Simon

Como reduzir o aquecimento do Laptop com Ubuntu

Medidas simples e efetivas para reduzir a temperatura do seu laptop.

Monitore a temperatura do hardware com o Psensor

O Psensor é uma ferramenta que possibilita o monitoramento da temperatura da CPU, GPU e HD. Ele fornece uma interface gráfica amigável para mostrar essas informações.

Ubuntu PSensor

Para instalar o Psensor no sistema operacional Ubuntu, abra o terminal e use os seguintes comandos:

sudo apt-get install lm-sensors hddtemp
sudo sensors-detect
sudo apt-get install psensor

Instale o TLP

TLP é uma ferramenta de gerenciamento de energia para Linux. É um programa que roda de forma independente em plano de fundo (daemon) pré configurado para reduzir o superaquecimento e aumanetar a vida útil da bateria. Você só precisa instalar o TLP e reiniciar o sistema para que ele seja iniciado de forma automática em cada boot.

Para instalar o TLP no sistema operacional Ubuntu, abra o terminal e use os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:linrunner/tlp
sudo apt-get update
sudo apt-get install tlp tlp-rdw

Reinicie o sistema após a instalação. Para instalar o TLP em outras distribuições Linux verifique as instruções nesta página (inglês).

Instale o CPUfreq

O CPUfreq possibilita que você escolha se o sistema deve rodar no modo performance ou powersave, este, por sua vêz, reduz o super aquecimento.

sudo apt-get install indicator-cpufreq

Quando instalado, basta escolher o modo de economia de energia a partir do applet.

iPhone4 e MacBook - Alejandro Escamilla

Teste seu site responsivo em múltiplos tamanhos de tela

É fundamental que um website tenha design responsivo, o acesso via dispositivos móveis está cada dia maior. Hoje, todos nós temos ao menos um smartphone e esses dispositivos estão cada dia melhores, e cada dia mais pessoas usam esses dispositivos… A verdade é que o usuário de internet básico (redes sociais, email e navegador) que talvez faça parte da maioria, cada vez menos tem motivos para ter um PC em casa. O Google, que costuma estar na vanguarda quando o assunto é experiência do usuário já sinalizou que sites amigáveis à dispositivos móveis, dentre outros fatores, ranqueiam melhor em seu índice.

http://googlewebmastercentral.blogspot.com.br/2015/02/finding-more-mobile-friendly-search.html

Enfim, o propósito deste post é apresentar duas ferramentas para testar como um site funciona em tamanhos de telas diferentes sem precisar dos dispositivos de fato. Assim, você pode ajustar seu CSS para que seu site seja exibido perfeitamente em todos os dispositivos.

responsivepx

Nesta ferramenta você digita a URL para o site à ser testado (também funciona com localhost), a partir disso você usa os controles para ajustar a largura e altura da janela de exibição para encontrar pontos de quebra nos elementos da página. Em seguida, use essas informações em suas media queries para criar um design responsivo perfeito.

Leve-me ao responsivepx

Studiopress/responsive

Está ferramenta funciona de forma similar. Contudo, você não tem a opção de ajustar o tamanho da janela, em vez disso, você encontra janelas simulando os tamanhos dos dispositivos mais comuns do mercado, como iPhone e iPad por exemplo. Basta digitar a URL e testar seu site.

Leve-me ao studiopress

Aparentemente o Studiopress descontinuou a sua ferramenta para testar a responsividade de websites. No entanto, encontramos o Responsinator para substituí-lo.


Bônus: Como o Googlebot vê minha página?

Teste de compatibilidade com dispositivos móveis

Resolver e prevenir bloqueios recorrentes de IP por CSF/LFD em servidores cPanel/WHM

Enquanto o firewall CSF/LFD fornece uma ótima camada de segurança para servidores cPanel, é preciso configura-lo corretamente para evitar bloqueios de IP frequentes.

Para obter o seu IP ou o IP do seu cliente (revenda de hospedagem) utilize um serviço como o iplocation.net.

Agora que sabemos o IP, vamos verificar se ele está bloqueado no servidor usando qualquer um dos seguintes métodos:

1. Verifique o IP no CSF:

csf -g "IP.add.re.ss"

2. Verifique o IP no LFD:

grep "IP.add.re.ss" /var/log/lfd.log

3. Verifique o IP através do WHM » ConfigServer Security&Firewall » Firewall Deny IPs.

Se o IP estiver bloqueado, vamos desbloqueá-lo usando um dos seguintes métodos:

1. Desbloqueie usando o CSF:

csf -dr "IP.add.re.ss"

2. Delete o IP e reinicie o CSF através do WHM:

  • Deletar: WHM » ConfigServer Security&Firewall » Firewall Deny IPs;
  • Reiniciar: WHM » ConfigServer Security&Firewall » Firewall Restart.

https://bobcares.com/blog/cpanel-block-ip-issues-how-to-resolve-and-prevent-recurring-ip-blocks-by-csf-lfd-in-cpanel-whm-servers/

Evitar bloqueios futuros do IP (whitelist)

É uma boa ideia adicionar os endereços IP que você pode confiar na lista branca do servidor, como o endereço IP da sua rede doméstica por exemplo. Ao adicionar o seu IP na lista branca, você evita ficar bloqueado em seu próprio servidor.

Adicione um IP à lista branca usando o CSF:

csf -a "IP.add.re.ss" [comentário]

Exemplo:

csf -a 187.33.3.3 Home IP

2. Procure a opção Quick Allow em WHM » ConfigServer Security&Firewall » Quick Allow e tudo que você precisa fazer é digitar o seu IP na caixa verde e, em seguida, clicar no botão “Quick Allow”. Também é uma boa ideia escrever um comentário, como ” Home Computer” ou ” Web Developer”, para que você possa lembrar o porque do IP ter sido adicionado.

https://www.greengeeks.com/kb/4156/how-to-whitelist-an-ip-address-in-configserve-firewall-csf/

Evitar que os IPs do CloudFlare sejam bloqueados

O CloudFlare é um importante aliado na proteção de qualquer website, portanto, se você já utiliza esse serviço é importante garantir que estes IPS estejam na “lista branca”, tanto do CSF quanto do LFD.

Adicione os IPs mencionados em:

  • CSF: WHM » ConfigServer Security&Firewall » Firewall Allow IPs;
  • LFD: WHM » ConfigServer Security&Firewall » csf.ignore – IP Blocking.

Arquivos editados:

/etc/csf/csf.allow
/etc/csf/csf.ignore

Bônus

Comandos SSH para administrar o ConfigServer Security & Firewall

Linhas de comando úteis no Ubuntu

Conectar-se à servidor remoto:

ssh nome_de_usuá[email protected]_ou_nome_do_host

Mostrar o uso de memória do servidor:

free -m

Mostrar processos ativos em tempo real:

top

Mostrar o uso de CPU e memória de um processo específico:

ps -e # Encontre o PID do processo
top -p {pid} # Onde {pid} é o PID do processo encontrado

Instalar atualizações do sistema:

sudo apt-get update # Fetches the list of available updates
sudo apt-get upgrade # Strictly upgrades the current packages
sudo apt-get dist-upgrade # Installs updates (new ones)

Apagar arquivo de erro do Apache:

sudo bash -c 'echo > /var/log/apache2/error.log'

Reiniciar o Apache:

sudo service apache2 restart

Reiniciar o Nginx:

sudo service nginx restart

Reiniciar MySql:

sudo restart mysql

Mostrar conexões de internet ativas:

netstat -naptu

Importar banco de dados

mysql -p -u user -h hostname database_name < file.sql

Descubra o culpado de uma inicialização lenta

Você pode descobrir qual serviço leva quanto tempo para terminar de iniciar o sistema, digitando o seguinte comando no terminal.

systemd-analyze blame

Para desabilitar algum sistema do boot:

sudo systemctl disable

Para descobrir o tempo de inicialização, execute:

systemd-analyze time

https://www.linuxbabe.com/ubuntu/4-tips-speed-up-ubuntu-16-04